0

Fertilização in vitro (FIV) – informações

O grande sonho da maioria dos casais é ter filhos, mas algumas mulheres não podem por algum motivo gerar uma vida. Na maioria dos casos as mulheres fazem alguns tipos de tratamentos de fertilização, mas não obtendo sucesso recorrem a uma técnica chamada por Fertilização in vitro (FIV).

Muitas pessoas ainda não sabem do que consiste essa técnica, separamos algumas informações básicas sobre esse tipo de fertilização.

Fertilização in vitro (FIV)

A técnica de fertilização in vitro (FIV) é conhecida também como “bebê de proveta”. É um procedimento de Reprodução Assistida de maior complexidade e que oferece maior chance de resultados positivos se comparada com outras técnicas. Inicialmente essa técnica foi desenvolvida para mulheres que tinham problemas nas trompas, onde ocorre o transporte de óvulos e espermatozóides, e também fornece uma ambiente favorável à fertilização e ao desenvolvimento fase inicial da gravidez.

fertilização in vitro

Esse procedimento de fertilização in vitro (FIV) envolve várias etapas:
Primeiro ocorre a estimulação ovariana controlada, e que a paciente recebe drogas que estimulam a ovulação, para aumentar a produção de óvulos. De modo geral acima de 6 óvulos maduros que tenham uma boa qualidade no aspecto morfológico e de velocidade de crescimento, para serem transferidos para o útero da paciente.

Esses óvulos são coletados minutos antes da ovulação,com o auxílio de uma ultra-sonografia transvaginal e levados ao laboratório, onde são fertilizados pelos espermatozóides do companheiro que foram coletados paralelamente e preparados em laboratório de modo que, para cada óvulo a ser fecundado, haja cerca de 50 a 100 mil espermatozóides móveis.

Esses óvulos fertilizados, chamados de pré-embriões ou embriões, são mantidos no laboratório por um perí­odo de cultivo in vitro que varia de 2 a 6 dias, antes de serem transferidos para o útero da paciente.

Dentro do útero o pré-embrião transforma-se numa estrutura esférica chamada blastocisto num tempo que leva de 3 a 5 dias. Nesse momento que acontece a implantação e o início da gravidez. Porém, somente depois de passados uns 12 dias da transferência dos pré-embriões para o útero que é solicitado o teste de sangue para verificar a presença de gravidez, onde a dosagem de beta-HCG no sangue que determina o positivo. Um exame positivo com beta-HCG acima de 30 UI/mL é sinal de gravidez evolutiva.

As chances do procedimento de Fertilização in vitro (FIV) resultar em gravidez giram em torno de 25 a 55 % por tentativa. O fator que mais influencia o resultado é idade da mulher. As chances começam a diminuir após os 35 anos, caem bastante após os 40 anos e despencam após os 42 anos.

Apos a técnica a chance de nascer uma criança normal é praticamente a mesma de uma gravidez espontânea.

Fertilização in vitro (FIV) - informações

Com a evolução da técnica e a melhora dos resultados de gravidez, as clí­nicas diminuí­ram o número de embriões transferidos para o útero, levando a uma diminuição das taxas de gravidez múltipla, especialmente trigêmeos ou mais. Entretanto, ainda são maiores do que na gravidez espontânea.
Quanto mais cedo a mulher realizar uma Fertilização in vitro ( FIV), melhores são os resultados.

De acordo com algumas pesquisas as gestações obtidas com esse tipo de fertilização, 70% serão gestações únicas, 27% gêmeos e 3% triplas ou mais.

Gostou? Compartilhe esse post em sua rede social
.

ARTIGOS RELACIONADOS

Comente!

Enviar Comentário
Por: Luiz Junior © 2018 Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Criação de sites.